Monstro Animal
TREM QUE PULA, TRACAJÁ, SANGUINOLENTO!

Salvador pega fogo

É amigo Monstrinho, e o quê dizer sobre a Bahia? O quê dizer sobre Salvador? A cidade mexeu com esse velho Monstro aqui. Está tudo ali: a praia, a sensualidade afro, a música e a arte. Além de tudo isso tem aquele clima. E depois tem a gastronomia, o Pelourinho e o acarajé da Dinha, ali no Largo Santana, no Rio Vermelho. Uma cidade para se voltar. Se muita gente não gosta, se dizem por aí que Salvador cheira a urina, essa gente que fala isso devia fazer as malas e ir pra Florida, pra Orlando ou pra Merda. Aliás, falando em ir à merda, quem tem que ir lá também são os homens públicos de Salvador, os políticos que concordaram ou permitiram que se derrubassem mais de 300 barracas de comerciantes das praias de Salvador. Eu pergunto: de quem foi essa ideia cruel? Dizem por lá que foi do prefeito da cidade, o que não sei se é verdade em um país onde a população pensa que tudo que se relaciona à política sempre é obra do prefeito, do governador ou do presidente. Tem muita mosca de bosta voando em torno desses caras, as pessoas não enxergam isso, votam sem pensar e é por isso que a política fede por aqui. Derrubar as barracas de gente humilde que vive desse sustento há anos, em alguns casos há mais de 20 anos, sem oferecer outra alternativa, que diabo, não vou nem registrar aqui o que pensei. É muito fácil pisar no saco de um irmão quando você mesmo não tem bolas. Os barraqueiros tocaram fogo nas suas barracas destruídas, como forma de protesto. Gente desesperada se vendo sem esperanças. A praia de Ondina virou uma visão do inferno. Triste. Muito triste. Ólha pra isso:

Mas enfim, estivemos no Rio Vermelho, fizemos o circuito Barra-Ondina à pé e de noite, demos a volta em torno do Farol da Barra numa noite de lua cheia e vimos essa lua nascer por detrás do Farol, ficamos olhando para a Ilha de Itaparica ao longe, subimos e descemos as ladeiras do Pelourinho e almoçamos no Sorriso da Dadá: moqueca de camarão. Ok, esse último programa foi meio turístico, mas quem é que resiste ao sorriso da Dadá? Salvador é linda. Espero voltar lá muitas e muitas vezes. E tem mais: aquela gente sabe te receber bem, são educadíssimos e mais cultos do que a média das pessoas que conheço. Gente simples. Gente sincera. Gente sábia. Saravá, irmão!

Próxima parada: Foz do Iguaçu.

Anúncios

Nenhuma resposta to “Salvador pega fogo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: