Monstro Animal
TREM QUE PULA, TRACAJÁ, SANGUINOLENTO!

Arquivo de novembro 2010

O ócio depois da ressaca

novembro 21, 2010

Agora que amansamos os cavalos Quem poderá encilhá-los? Na última vez que você soltou os cabelos eles ficaram presos, embaralhando-se ao vento A pequena casa da sua avó que nunca mudou de endereço ficava em um bairro distante onde nunca pudemos chegar Imaginávamos os jardins cobertos com flores chegamos a pintá-las sobre os muros de […]

Fusion poetry

novembro 18, 2010

“Adeus, meu amor, logo nos desconheceremos. Mudaremos os cabelos, amansaremos as feições, apagarei seus gostos e suas músicas. Vamos envelhecer pelas mãos. Não andarei segurando os bolsos de trás de suas calças. Tropeçarei sozinho em meus suspiros, procurando me equilibrar perto das paredes. Esquecerei suas taras, suas vontades, os segredos de família. Riscarei o nosso […]

O lobisomem, a lua e o abismo

novembro 4, 2010

feito um jovem lobisomem que ainda está por descobrir-se fera encara a mata fechada, densa e escura ele sobe a colina íngreme, busca o topo o receio que o atravessa, cada passo, uma nova sensação é o frio que lhe espera no alto, o mistério a ser desvendado intimamente, muito intimamente sabe que ela está lá em algum […]