Monstro Animal
TREM QUE PULA, TRACAJÁ, SANGUINOLENTO!

Arquivo de maio 2013

Lua cheia

maio 25, 2013

Resta a rua desacordada Paira a lua desavisada O dia impõe pretensa estética A noite pede licensa poética.

Encontro da noite com o dia

maio 25, 2013

Às 6h da manhã Um boemio se mata furando o sinal da Nossa Senhora da Luz Uma beata se benze fazendo o sinal da cruz.

A Deus blues

maio 6, 2013

Vinha pela rua Coronel Dulcídio Suspirava porque sentia o peito cheio de amor A pele inspirava, expirava, transpirava A boca cantarolava, sorria, os labios assobiavam Pensamentos rodopiavam entre redemoinhos de deslumbre e de encantamento. Era a vertigem que lhe causava o amor Sentia como se caminhasse um palmo acima do chão De encontro ao céu. […]

Barco sem vela (“Love Song”)

maio 5, 2013

“pois naci nunca vi amor e ouço d’el sempre falar pero sei que me quer matar mais rogarei a mia senhor que me mostr’ aquel matador ou que m’ampare d’el melhor.” Love Song – Nuno Fernandes Torneol – Português arcaico – Século XIII